A Amizade Não Tira Férias

IMG_1868Este post conta a história de uma caneca amarela que tudo era menos vulgar.

Faltavam poucos dias. O tempo começava a apertar e havia tanto ainda para fazer. Casa por alugar, viagem por comprar, compras de ultima hora e, mais importante ainda, tantos “até já” por dizer.

A jovem sentia tanta coisa… Contudo, aquilo que mais temia era o sentimento de estar sem chão que já há tantos dias lhe aparecera. Não ficou parada e procurou esse mesmo chão em todos os becos e esquinas da sua vida. Olhou à sua volta, para os seus familiares que sempre a apoiaram e para os seus amigos, pois apenas estes podiam preencher este vazio com a sua ternura e dedicação que sempre a habituaram. 

Estar com quem mais amamos… Ai como é bom! Não há maior felicidade no mundo.

Só é pena que esses momentos tenham prazo de validade. Que tenham um contexto já previamente escolhido. Só é pena que por vezes o querer ultrapassa a necessidade.

Há quem tenha todo o tempo do mundo… e há quem tenha de partir.

A jovem percebeu isso da pior maneira possível já que quando sentiu que precisava mais… poucos foram os que largaram tudo porque simplesmente era preciso, era preciso estar lá, agir… não havendo sequer outra opção!

“Não faz mal… Cada um tem as suas coisas. Não é por mal. Eu percebo” dizia ela. É verdade, para nossa grande tristeza, que nós não somos insubstituíveis. A vida dos outros não pára por causa das nossas mudanças, a nossa ausência não é assim tão grave. Porque, na realidade, tudo se mantém. Talvez seja diferente, mas a vida continua, todos seguem o seu caminho.

No entanto, algo inesperado aconteceu. A jovem, já conformada, recebeu, nos últimos dias, a visita regular de algumas das pessoas mais importantes para si. Pessoas essas que deixaram tudo porque não queriam deixar passar esta partida ao lado.

Mónica, amiga de longa longa data da jovem, uma verdadeira irmã, como é de esperar, não podia faltar. Durante estas últimas semanas, as suas grandes companheiras tinham sido as sebentas que a acompanhavam quase 24h por dia, uma vez que a sua única pausa era para dormir e para estar com os seus, nomeadamente, com a sua grande amiga. Todavia, não iriam ser estas que a impediriam de se despedir como deve ser da sua “quase” irmã.

“Toma, foi o que encontrei mais adequado para este momento da tua vida” disse, sorrindo, Mónica.

A jovem segura o saco que nada revelava acerca do seu conteúdo. “És mesmo doida, não era preciso!!!”

Desembrulhou com todo o cuidado pois o seu peso permitira-lhe perceber que se tratava de algo frágil.

Quando finalmente a jovem percebeu o que era o presente, gerou-se um silêncio. Era tão linda! Esta frase foi entoada com um olhar revelador e sincero, típico da transparência da jovem.

Mónica explicou:

– Quero que a leves para a tua casa em Madrid! Assim tenho a certeza que não te esqueces de mim nunca! 

Não haviam palavras para explicar o sentimento que havia ali. Uma caneca amarela típicamente portuguesa e mariquinhas tal como a amizade destas duas. 

Esquecer? Mónica nunca ia ser esquecida…

Mas a jovem percebeu uma coisa naquele momento. Percebeu que tinha mentido, mentido da pior forma… mentido a si mesma.

Não, não estava tudo bem. Sim, era preciso. A jovem sentia-se nostálgica e sentia que deixava uma vida em “modo pausa” para iniciar uma aventura desconhecida que muitos frutos, bons e maus, iria trazer. A jovem tinha a certeza que não se ia arrepender de ir, mas precisava de um chão. Precisava de uma caneca amarela tipicamente portuguesa e mariquinhas.

Precisava das pessoas que ama e que sempre a acompanharam. Alguns estiveram lá… e mais nada importa.

É certo que a jovem ia viajar mas, meus caros, amizade que é amizade… Não tira férias ❤

– História Verídica –

Sonhos Cor-de-rosa e um beijinho doce *

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s