Carta aberta aos meus amigos

Hoje é o Dia Internacional da Mulher, um dia em que todas as luzes estão viradas para nós. Um dia como outro qualquer para qualquer mulher mas um dia diferente para todos os homens. Um dia para dar flores às mulheres, para dar presentes às mulheres, para as deixar as mulheres felizes!

Caros amigos, vou poupar-vos a tais gastos! Nós não queremos isso.

Na verdade, nós só queremos uma coisa… Queremos que nos oiçam e que percebam o porquê de insistirmos tanto nestas coisas chamadas “Feminismo“, “Igualdade de géneros“, “Women Power“, entre muitas outras “cenas de gajas”.

O Feminismo não é uma “cena de gajas”. Entendam isso.

Eu sei que neste momento nada faz sentido para vocês. Mas é verdade. O Feminismo é um movimento que tem um único objetivo: a igualdade de direitos entre géneros.

Nós gostamos de ser mulheres. Nós queremos ser mulheres. Mas será que seria possível deixarem-nos sê-lo à nossa maneira?

“As mulheres são complicadas” – “Os homens são mais simples”

Meus amigos, percebam uma coisa… as vossas mães, irmãs, namoradas, amigas, avós, todas elas têm coisas chamadas de “Menstruação“, “Pílula“, “Uma mulher de respeito não faz isso… não veste aquilo… não anda sozinha… porque senão é uma p***“, “Emagreça já! Tenha aquele corpo de Verão de fazer inveja às amigas!“, “Uma mulher tem que se arranjar para o seu homem“, “Lugar da mulher é na cozinha“.

Meus amigos, sabem que mais? Vocês não têm nada disso e COMO É BOM! Nós não queremos que vocês sofram tais terríveis coisas! Não queremos! Sabem porquê? PORQUE É HORRÍVEL!  Sair à rua e ter medo de passar por um grupo de homens sozinha? FELIZMENTE que vocês não sabem o que isso é! Sabem porquê? PORQUE É HORRÍVEL! Ter choques hormonais semanais, mudanças de humor, dores, inseguranças… A sério, que bom que não têm! Sabem porquê? PORQUE É HORRÍVEL!

Ser julgado porque se tem uma voz? Sentir que sempre que passas em algum lado é como se de repente o teu corpo desse lugar a uma montra que é criada para satisfazer todos os desejos e fantasias de quem te rodeia? Sentires que não passas de um brinquedo sexual para muitos?

Amigos, nós não queremos que vocês sintam o mal que nós sentimos. Nós só queremos que olhem para nós como pessoas. Só queremos poder sentir, brilhar, descobrir, aprender… só queremos aproveitar a vida ao máximo! Mas, para isso, precisamos que nos deixem mostrar aquilo de que somos capazes.

Se queres oferecer a melhor prenda à(s) mulher(es) da tua vida, fica do lado dela(s) e mostra que enquanto homem queres que as mulheres tenham o mesmo que tu, pelo simples facto de serem pessoas como tu. Encara qualquer forma de desrespeito como um problema teu e não “uma cena de gajas” (a sério, parem com isso!)

Têm razão, os homens não são todos iguais. Tal como nós.

Nem todos os homens feios são competentes, inteligentes e fiéis. Tal como nós.

Nem todos os homens bonitos e charmosos são burros e só vivem da imagem. Tal como nós.

Nem todos os homens são uns canalhas… tal como nós.

E sim… Qualquer homem tem o direito de ser inseguro, de ter mudanças de humor, de chorar, de gostar de estar na cozinha, de gostar de se arranjar, de ser lamechas, de ajudar a mulher nas tarefas… Porque, tal como nós, desde que não prejudique ninguém à sua volta, o homem pode ser aquilo que ele bem entender! 🙂 Nós também queremos isso!

Obrigada a todas as super mulheres que passaram (e passam!) pela minha vida (nomeadamente a minha Mãe e a minha Avó) e que me mostraram, desde cedo, que eu vim ao mundo para ser o que eu bem entendesse, respeitando os meus deveres e usufruindo dos meus direitos, sendo que nada justificaria o desrespeito pela minha pessoa. Obrigada ainda a todas as GRANDES mulheres que educaram os seus filhos como membros de uma sociedade e não como parasitas que não sabem tratar os outros à sua volta (nomeadamente, as mulheres)

Obrigada a todos os grandes homens que sempre se mostraram disponíveis para ouvir e lutar comigo e com todas as outras mulheres e, ainda, me mostraram que a cultura masculina é muito mais do que eu pensava (Obrigada mães rainhas!).

Obrigada a todos os que lutam por um mundo mais justo, onde valores como o respeito, a lealdade e a coragem são prioridades nas suas vidas. Tamo juntos!

Vamos encarar este dia como o Dia Internacional de todas as pessoas que respeitam as outras e lutam por um mundo mais justo. Pode ser? Vá lá!!!

Eu não quero ter que escolher se sou bonita ou inteligente. Eu não quero ter que escolher se sou profissional ou se sou uma boa mãe. Eu só quero que me deixem ser a Rita 🙂

Feliz dia a todos *

Este slideshow necessita de JavaScript.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s